Mesmo em um ano atípico, pela pandemia do novo coronavírus, a Black Friday 2020 promete ser ainda maior do que a do ano passado.

De acordo com as buscas no Google, somente entre os dias 26 de agosto e 22 de setembro, 19 das 29 macrocategorias do varejo analisadas pela companhia de buscas já registraram um volume que supera a verificada na Black Friday de 2019, como teve acesso o jornal O Estado de S. Paulo. E olha que na Black Friday de 2019, o e-commerce registrou uma alta de 23% em relação ao mesmo período de 2018, faturando um montante de aproximadamente 3,2 bilhões de reais.

Por isso, se você ainda não começou a se preparar para vender muito nesta Black Friday, a hora é agora. Confira as dicas para bombar suas vendas na Black Friday!

Investir em agilidade e tecnologia

O ano de 2020 provou o quanto inovação e tecnologia são essenciais para se manter competitivo nos negócios. Se você ainda não investiu em canais digitais para oferecer seu produto, o momento é esse! Já que uma pesquisa realizada pelo Méliuz apontou que maioria dos consumidores farão compras online (58%), enquanto 11% irão comprar somente em lojas físicas e 30,92% pretendem dividir as compras entre lojas físicas e online.

Por isso, corra para garantir sua presença nos meios online até essa data tão importante para as vendas. E para isso, a FCDL-MG e a CDL contam com uma parceria incrível! Conheça a Loja Web e a Vitrine Empresarial EMC e venda mais nessa Black Friday.

Planejamento

É importante que o seu cliente saiba, com antecedência, as promoções que a empresa vai oferecer. É fundamental também prever, nesse planejamento, quais produtos e serviços serão ofertados e com quais descontos a empresa vai atuar. O estoque também é outro item que não pode deixar de ser verificado. Além de vender, é fundamental entregar dentro do prazo combinado.

Honestidade

Os clientes já estão se preparando para essa data. Muitos já estão pesquisando preços e vão verificar se os produtos realmente estarão com desconto. Por isso, não coloque em risco a imagem do seu negócio oferecendo “Black Fraudes”. Nada de aumentar o preço de um produto para depois oferecer um falso desconto. Deixe bem claro para o cliente qual o ganho real dele na promoção.

Aproveitar todo o mês novembro

A última sexta-feira de novembro é o dia que marca a Black Friday oficialmente. Porém, você pode aproveitar todo o mês, ou pelo menos algumas semanas. Prepare ações comerciais, promoções e publicidade, trabalhe com descontos semanais, convidando o consumidor para o grande dia, mas não perca a chance de aumentar as vendas durante os 30 dias.

Parcerias

Busque outros micros e pequenos negócios para fazer combos e parcerias de serviços com preços atrativos. Dessa forma, dá para manter uma margem de lucro razoável e trazer alto valor agregado ao produto inédito. Um exemplo: se você tem uma hamburgueria, faça parceria com uma cervejaria artesanal ou se é lojista de roupas femininas busque fazer uma colaboração com um salão de beleza.

Comunicação

estar com preços promocionais não adianta se as pessoas não souberem disso. Faça divulgação da sua Black Friday em todas as plataformas online que você tem à disposição. Site, campanhas em marketplaces, posts diários em todas as redes sociais, sorteios e impulsionamentos também são válidos se você tiver caixa.

Pronto. Agora é só colher os bons frutos. Caso tenha deixado pra última hora, coloque em prática as que ainda são possíveis, mas já aproveite as outras para o Natal e para chegar ainda mais preparado para a Black Friday de 2021.

Fonte: Sebrae

× Como posso te ajudar?